PREFÁCIO

Quando me separei, em 2005, minha filha tinha apenas um ano e meio. As primeiras postagens falam mais do processo de reconstruir a vida, tanto a vida pessoal quanto a vida de aprendiz de pai sem a presença da mãe. Agora, compartilho algumas descobertas, incertezas, dúvidas e aventuras que aparecem pelo caminho de nós dois. E a cada dia vejo que sou muito sortudo de ter a companhia que tenho.

Bem vindos ao manual do pai solteiro !

quarta-feira, 31 de julho de 2013

O MANUAL VIROU LIVRO!

O Manual do Pai Solteiro virou livro pela editora Best Seller - Record. Nas melhores livrarias do Brasil.

Muito obrigado a todos que nos acompanharam e continuam com a gente nessa nova fase. Espero que curtam e deem retorno pelo blog. 






Ótimo presente pro dia dos pais!

quarta-feira, 24 de julho de 2013

DICAS DO MANUAL

Homem tem que ter pegada, é o que elas dizem. Nada mais frustrante quando esperam da gente uma atitude e ...nada. Não conseguimos. Não dar conta desses pequenos privilégios masculinos, que inclui matar barata e pagar a conta no primeiro encontro não é lá muito abonador. A historinha abaixo é pra livrar o pai, homem da casa, chefe de família de um comum embaraço.


quinta-feira, 27 de junho de 2013

Vamos amar


- Papai, você faz sexo?

Parece lugar comum quando a gente ouve de outros, mas quando aconteceu comigo eu perdi o rebolado.  Pensei em mil respostas e me lembrei de uma música. Procurei a dita no youtube e ficamos nós dois ouvindo e rindo desse jazz de Cole Porter (um dos melhores cancioneiros de todos os tempos) com versão de Chico Buarque (idem), na voz dele e da nossa querida Elza Soares. A música foi mote de um diálogo tranquilo sobre sexo, sobre como estamos todos aqui no mundo e até sobre partenogênese, a forma mais sem graça de fazer herdeiros.


domingo, 2 de junho de 2013

TUDO NOVO DE NOVO

Queridos leitores, o Manual está em nova fase. A partir de agora novas postagens sobre uma outra etapa de nossas vidas: A pré-adolescência de minha filha. Essa momento se adiantou; antigamente vinha lá pelos dez, onze anos. A pequena tem nove, mas desde os sete vem achando que sabe tudo. Acha que sabe mais do que eu, do que a mãe, do que os avós, a professora, e todo o mundo. Sexo, autoridade, sociabilidade, importância das matérias dadas na escola, valores, e outros tantos segmentos do conhecimento humano agora estão em xeque. Manter a minha postura de adulto perante essa nova pessoa abastada de certezas dúbias não é fácil. Sou posto a prova todo dia. A segurança conquistada nesses nove anos de paternidade passou a não adiantar muita coisa. É como se uma pessoa diferente aparecesse em minha vida. É quase um recomeço, quando preciso entender e reconhecer essa pessoinha que se desenvolveu, processou todas as informações que lhe foram dadas e agora eclode. Vida própria. Desafio. Bem vindos ao Manual do Pai Solteiro, fase 2: A pré-adolescência.