PREFÁCIO

Quando me separei, em 2005, minha filha tinha apenas um ano e meio. As primeiras postagens falam mais do processo de reconstruir a vida, tanto a vida pessoal quanto a vida de aprendiz de pai sem a presença da mãe. Agora, compartilho algumas descobertas, incertezas, dúvidas e aventuras que aparecem pelo caminho de nós dois. E a cada dia vejo que sou muito sortudo de ter a companhia que tenho.

Bem vindos ao manual do pai solteiro !

terça-feira, 20 de abril de 2010

LUNA, AVA E EU


Onipresente, onisciente e onívora. Nossa cachorrinha, Luna, uma shitsu carinhosa e tranqüila, está sempre ao nosso lado, sabe minutos antes quando alguma pessoa irá chegar em nossa casa ou se vamos sair, e come tudo que cai no chão. Desde que mudamos para um apartamento com área a Luna está conosco. Chegou já com nome e com um ano de idade, presente de um primo que se separou e não queria uma lembrança tão viva do extinto casamento. Ela é a amiguinha de Ava e minha companhia quando estou sozinho e carente. Não late, só quando eu digo a palavra “passear” e é linda. Foi pura sorte. Essa raça é uma benção. Já comentei que minha filha faz dela gato e sapato e ela nunca nem rosnou. Mas ultimamente tenho usado a Luna para fazer Ava entender que os animais merecem respeito como os humanos. Que eles também tem sua dignidade e que devemos cuidar de sua integridade principalmente quando nos dispomos a adotá-los. E que da mesma forma que as crianças, precisamos educá-los com carinho e amor. Mesmo que ela tenha comido a cabeça da boneca nova ou a capa de um disco antigo do Frank Sinatra. Mesmo que seja a maior devoradora de preservativos e meias. A culpa é nossa por deixarmos coisas ao alcance dela. Nossa cachorrinha faz nossa vida melhor. Luna, Ava e eu somos uma família feliz.

24 comentários:

Idoca disse...

Que texto bacana, moço!
E que filha linda...

Simone Collet disse...

q filha linda.. uma familia linda! adoro cachorro mas minha vida anda TAO corrida q mau consigo cuidar d mim hihihihihi imagina um cachorro perto!

Nina disse...

O texto tá show mas não consegui para de olhar a foto... Que menina LINDA!

Parabéns! Tem mais é que ser feliz mesmo!

Bj

Erika Pimenta disse...

Você conseguiu expressar bem essa convivência, nossa Anita (lhasa apso de um ano de idade) nos testa a paciência e nosso poder de amar, além de nossos cuidados ela recebe muito carinhos, e conviver com humanos faz dela uma vitoriosa. Dá pulos de alegria cada vez que chegamos em casa, mesmo sem entender que o trânsito tava um caos, e não estamos afim de brincar agora. Um brinde à essas incríveis criaturas...

Cacau disse...

e como são lindas.

Jacke Gense disse...

Uma família feliz e linda... parabéns!

jefhcardoso disse...

Olá Aggeo! Esta semana estou divulgando uma “nova” postagem. Trata-se de um conto; que na verdade vem a ser uma reedição de meu blog. Sua postagem original ocorreu em 13.02.09; sendo esta a minha terceira postagem no blog. Naquela ocasião este texto não recebeu nenhum comentário. O texto é “O Sr. e o Dr.”. Espero que você, tendo um tempinho, o aprecie.
Um grande abraço, minha gratidão e desejo que tenha uma ótima semana!

Jefhcardoso

Pra Hoje! disse...

Linda a Família!

Ótimo texto e atitude, afinal de contas crianças vêem crianças fazem!

Abraços

Ana disse...

acompanho o blog faz um tempo e é sempre bom colocar um rosto nas histórias. Que menina LINDA! Parabéns, vc deve ser mais orgulhoso do que já imaginava.
beijão
ana e catarina

Aggeo Simões disse...

Obrigado a todos pelos elogios. Eu adoro. Nunca fui excessivamente coruja no blog para não perder a credibilidade. Mas é claro, acho minha pequena tudo de bom que há no mundo. Valeu a todos.

RoCosta disse...

Aggeo por mim pode ser coruja... ela merece!
Beijos, muitos!

Sonia Lopreiato Piros disse...

Primeira vez que visito seu blog... meus filhos estão sempre pedindo um bichinho de estimação... mas, com 4 crianças em casa está me faltando coragem... Seu texto foi um incentivo!!!
Parabéns pelo blog, pelo texto anterior que foi emocionante e pela bela família!

Loni disse...

Ah,Ageuzinho,que blog lindo!!!Adorei o diário das férias e o seu olhar sobre as coisas coisas!Fico TÃO feliz por você ser este pai bacana da minha querida menina,a filha que não tive!Grande bjo!

Andinha,a dindinha.

Kika Bastos disse...

é isso aí!!! Esse é o tempo pra se formar um bom caráter!! e pelo vist, vc tem trabalhado muitooo bem!!!

Anônimo disse...

Ola Aggeo,
Sou um pai solteiro(por enquanto) tbm, ja fazem 3meses que leio seus posts e leito como se estivesse com um Dr. da auto-ajuda, pois logo que nos separamos, a primeira coisa que pensamos é se vamos ser esquecidos por aquelas pessoinhas pra quem nós vivemos, estou aqui pra te agradecer pela grande exposicao de sua experiencia e lição de vida. Pode ter certeza que muitos pais solteiros, tem esse blog como espelho que ele senta em enfrente e pergunta, "...espelho, espelho meu, o que faço do meu eu??"
Tanks
WSM

Gabi disse...

Olá :)

Olha só que coisa, hoje estava lendo a Gloss deste mês (demorei para comprá-la...), li a apresentação na página 18 e depois li a sua coluna.

Eu ia olhar o blog, mas não hoje.

Recebi uma atualização no Google Reader, do blog de uma amiga querida. Cliquei no link para deixar um comentário para ela.

Depois acabaram as atualizações. Cliquei em 'Explorar' e fui lendo os posts aleatórios, até que encontrei o post novo no 'Para Francisco', da Cris Guerra.

Ler as coisas lá, é só para qdo estou bem. Pq choro muito. Me emociono fácil, fácil e puxa.

Enfim, encontro um post onde ela cita o seu blog. Clico no link e vejo o seu post de hoje.

Choro mais um pouco :)
Mas não é tristeza. É alegria. Na verdade, um pouco de tudo misturado.

Saber que a Luna é motivo de tristeza profunda por parte do antigo dono dela, me corta o coração (para mim, que tenho 3 cachorrinhas e 2 gatinhos é triste saber de coisas assim), mas imediatamente um sorriso cresce no meio das lágrimas, ao saber da alegria e companheirismo que a Luna proporciona a vcs.

E tb, de saber que vc vai cuidar tão bem delas e ensinar o respeito mútuo
que a Ava vai ter para com a Luna.

Essa consciência de responsabilidade, que a maioria não tem.

Um bj para vc, um para a Ava e para a Luna tb. No focinho, é claro :)

jefhcardoso disse...

Simões, pensei em uma maneira de falar e homenagear a todos que tanto vêm me incentivando com o carinho e apoio que me doam.
Escrevi uma crônica pensando em nós blogueiros. Falei sobre o que penso ser o blog para nós. Você pode concordar ou discordar; pode também acrescentar; mas não deixe de opinar. Leia e entenderá por que a sua opinião é indispensável para mim e para todos blogueiros.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

sandra disse...

Querido: como a sua Ava é linda!
Beijos da Sandra

... disse...

Impossível não parar por um minuto pra dizer que sua filha é a coisa mais linda do mundo. Quero uma boneca assim pra mim...

Ana disse...

Achei o blog a um tempo.. por sorte ou simplesmente por ser uma situação como a minha.. só q mãe.. risos
e hoje voltei por aqui e olha o que vejo! que filha linda!

parabens!!!
como disse a nina, o texto esta otimo, mas nao consegui tirar os olhos da foto!

beijos

pensandoemfamilia disse...

É a primeira vez que passo por aqui e admiro a forma com expressa as suas conquistas e o convívio familiar.
Parabéns pela seu blog. Se desejar conhecer meu espaço será um prazer.
http://pensandoemfamilia.com.br/blog.
Norma

pensandoemfamilia disse...

Olá

É a primeira vez que visito este espaço. Parabéns pelo blog e por expressar tão bem sua convívência familiar.
Se desejar conhecer meu blog, será bemvindo. http://pensandoemfamilia.com.br/blog.
Norma

Marsyah disse...

Aggêo, a Ava tá maravilhosa!!!

Mariana M. Thomé disse...

Ufa..levei um susto quando vc escreveu "fazia dela gato e sapato", quase abandonei o blog. Fico feliz que embora sua cadelinha seja de raça, tenha chegado até você por meio da adoção. Acho bastante triste a forma como as pessoas tratam os animais, comercializando-os e os tratando como ítens de um consumo luxuoso. Fico feliz que existam mais pais interessados em ensinar aos seus filhos o respeito que devemos ter com a vida, seja com os humanos seja com os animais. Não me parece que pessoas que judiem de animais tenham valores muito sólidos ou carregam bons sentimentos no coração, mas acredito que pessoas que respeitam e amam os animais tenham maior capacidade de amar e evoluir.