PREFÁCIO

Quando me separei, em 2005, minha filha tinha apenas um ano e meio. As primeiras postagens falam mais do processo de reconstruir a vida, tanto a vida pessoal quanto a vida de aprendiz de pai sem a presença da mãe. Agora, compartilho algumas descobertas, incertezas, dúvidas e aventuras que aparecem pelo caminho de nós dois. E a cada dia vejo que sou muito sortudo de ter a companhia que tenho.

Bem vindos ao manual do pai solteiro !

segunda-feira, 14 de junho de 2010

DEU NA FOLHA - SABER

Buscar ilustrações e criar vínculo afetivo ajudam a formar crianças que gostam de ler.


Um comentário:

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Olá!! blogando por ai cai aqui!! achei mt interessante ver algo escrito sobre filhos pela perspectiva de um pai!!! adorei teu blog,estamos te seguindo,ta??
abçs.
:-)