PREFÁCIO

Quando me separei, em 2005, minha filha tinha apenas um ano e meio. As primeiras postagens falam mais do processo de reconstruir a vida, tanto a vida pessoal quanto a vida de aprendiz de pai sem a presença da mãe. Agora, compartilho algumas descobertas, incertezas, dúvidas e aventuras que aparecem pelo caminho de nós dois. E a cada dia vejo que sou muito sortudo de ter a companhia que tenho.

Bem vindos ao manual do pai solteiro !

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

FILHO(A). UMA ÓTIMA DESCULPA PRA TUDO














Acho que é muito melhor ouvir: “Hoje não posso, vou ficar com meu filho.” do que um “Hoje a noite vou ver o jogo” ou “Hoje a noite combinei de encontrar uns amigos” ou “Já tenho outro encontro”. Não se sinta culpado. A não ser que você esteja ficando com a sua vizinha ou a vizinha de sua ex, sempre dá certo. É uma daquelas mentirinhas brancas que não fazem mal a ninguém. Mas certifique-se que seu filho tem menos de 15 anos para a mentira fazer efeito.

Chegar atrasado ao trabalho dizendo que a babá demorou a chegar e você não pôde sair antes funciona também. Ou até dizer que passou a noite em claro cuidando de seu filhinho que tava doente, e perdeu a hora. Mas não pese a mão. Se ficar constante, ou você nunca vai ser levado a sério de novo ou vai ser visto como o cara do filho-problema.

Por outro lado, puxar conversa com a mãe linda e sozinha que sentou ao seu lado na pracinha, dizendo: “Onde você comprou esse tênis pro seu filho?“ pode ser muito simpático. Ou para aquela mulher que acabou de empurrar sua filha no balanço: “Minha filha disse que você é muito legal e vim te agradecer o carinho com ela” também é um bom começo para uma paquera.

Um homem que mora com seu filho é visto com respeito e admiração pela sociedade, mulheres incluídas. Muitas delas, também ex-casadas, têm que reclamar na justiça para ganhar um salário mínimo dos ex-maridos. Ou têm que ligar e deixar mil recados para que eles apareçam no Natal para ver sua filha. Já que somos uma classe de homens de alta estirpe (na verdade somos o que deveria ser considerado normal) então porque não usar isso a nosso favor?

Algumas sugestões:

“- Hoje a babá atrasou.” (Para reuniões às 8 da manhã em que você chegou atrasado.)

“- Não, tal dia de manhã tenho que levar minha filha ao médico.” (Para futuras reuniões às 8 da manhã)

“- Tenho reunião de pais essa noite.” (Perfeita para quartas à noite, dias de jogo)

“- Nossa, uma mensagem dizendo que minha filha está tendo um ataque alérgico muito forte e vou ter que correr para o hospital.” (Para blind dates marcados em salas de bate papo, quando a mulher que te disse que tinha 30 anos na verdade tem 30 plásticas)

“- Conheci na reunião de pais da escola, ela é uma ótima mãe, somos amigos e ela ta me dando uns toques ótimos.” (Explicando para a recente ex quem é aquela mulher que sua filha fala tanto)

“- Que tal sairmos esse fim de semana com as crianças? Podemos ir ao cinema, ir a um parquinho, almoçar... as crianças parecem muito felizes juntas.” (Para aquela mamãe separada que você encontrou no posto de saúde no dia de vacinação.)

Sugira boas desculpas para o blog...


7 comentários:

Chris disse...

Aggeo, seu blog está lindo!
É isso mesmo. Filhos precisam de carinho, amor, atenção, disponibilidade. E eles nos fazem muito bem. Nos dão a chance de reatar o vínculo com a infância, já que na adolescência, infelizmente, colocamos uma pedra em cima dela.
Beijo e sucesso com o blog,
Chris

Anônimo disse...

Rs.... Camila imaginando cenas deste capítulo: Aggeu utilizando uma de suas várias desculpas para ser pai contabilizando: "hum..... 90% de aceitação, essa funciona, vai para o Blog..."
Rs.... Então aviso as garotas navegantes: Cuidado vocês podem fazer parte de uma estatística"......rs

Anônimo disse...

Adorei.... o comentário acima é pura provocação. Beijocas

Camila

Nina disse...

Poxa, eu nunca encontrei um pai solteiro legal e gentil por aí, não!! Acho que estou indo nos lugares errados com minha menina!

Juliana ( ju2027@hotmail.com ) disse...

kkkkkkkkkkkkk

Abraço

Laura disse...

rsrs, conheci seu blog hoje e estou amando. Me identifico com muitas coisas que está relatando. Vou comentar sempre.

Ana Paula disse...

Olha só! Bom saber qdo ouvir uma dessas..